O que não pode faltar no planejamento financeiro de PMEs?

O planejamento financeiro de empresas pode causar certa angústia em muitos empreendedores, seja por ver o assunto como algo muito complexo ou até mesmo assustador, muitas vezes nem sabendo por onde começar!

Segundo informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 20% das empresas no Brasil fecham após um ano de funcionamento. Quando falamos em pequenos e médios negócios esses números são ainda mais significativos, evidenciando a importância de um planejamento estratégico de PMEs.

Por isso, juntamos 5 pontos que não podem faltar no seu planejamento anual. Seja para você definir o escopo do seu negócio, as metas para o ano ou entender a situação da sua empresa no cenário atual.

1 – Faturamento

Por si só o faturamento não diz muito, afinal, vender bastante não significa necessariamente resultado positivo ao final do período, seja pela natureza do seu negócio, sua sazonalidade, entre diversos outros detalhes que podem afogar o quanto você fatura em cada transação.

Por isso, junto de outros dados, o faturamento pode ser um divisor de águas na hora de selecionar onde investir energia, organização, mudanças e planejamentos em sua empresa para deixar de trabalhar muito e ganhar pouco.

2 – Custos de produção/serviço

Otimizar os custos envolvidos na produção ou na prestação de serviços é o mesmo que aumentar os lucros do seu negócio, definir sua precificação e a qualidade de seus produtos, principalmente, junto de uma gestão de custos inteligente.

A grande meta é sempre diminuir essas variáveis, seja com produtos mais baratos, acordos com fornecedores, redução da manutenção de equipamentos, entre diversas ações.

3 – Margem de contribuição

Alcançar a margem de contribuição desejada é um dos pontos principais na busca por um aumento no faturamento e na redução de custos por venda. Definir quanto é gasto com impostos, colaboradores e taxas adicionais é o melhor começo para esse cálculo e sua otimização.

4 – Despesas Fixas

Custos de aluguel, luz, telefonia, internet e operadoras de benefícios podem trazer diferentes pesos na hora de lucrar com o seu negócio. Por mais que sejam despesas necessárias, calcular e buscar um valor otimizado pode fazer a diferença na hora de avaliar a funcionalidade do seu negócio.

5 – Lucratividade

O ponto mais importante, que envolve todos os anteriores e faz parte do objetivo de todo empresário é este, que por si só pode ser estudado, desde comparações com outros anos, comparações entre setores e entre produtos.

O importante é estar atento à qualquer mudança drástica para não dar seu suor e esforço para um negócio que não lhe remunera adequadamente, ou que só serve para pagar as contas no mês sem ficar no vermelho.

O planejamento é a chave do sucesso. Afinal, não adianta nada dar um passo sem saber por onde está andando.

Você mesmo pode reservar algumas horas da suas semana para um planejamento mensal ou anual, fazendo uso de todos os dados de sua empresa e claro, boas ideias.

Quer ajuda na hora de planejar os objetivos financeiros da sua empresa? Entre em contato agora com um de nossos profissionais e encontre a melhor solução para a realidade do seu negócio!